Notícia

Créditos AIG

Primeiros Resultados de Monitorização GIRO

Estão disponíveis os primeiros resultados de monitorização da Área Protegida do Cabo Girão decorrentes da implementação do Projeto GIRO

O GIRO - Projeto de Valorização da Área Protegida do Cabo Girão, é um projeto financiado por fundos comunitários, promovido pela Associação Insular de Geografia em parceira com o IFCN, IP-RAM e Câmara Municipal de Câmara de Lobos. Este enquadra-se num paradigma de gestão territorial que visa a compatibilização entre o desenvolvimento económico e a sustentabilidade ambiental, baseada no conhecimento, valorização, proteção e promoção dos recursos e valores locais.

O mais recente Relatório de Monitorização (referente ao ano 2019) dá conta dos primeiros números e ações desenvolvidas pelo projeto, entre elas, a criação de um Sistema de Monitorização em Área Protegida, uma ferramenta de análise e acompanhamento composta atualmente por 76 indicadores.

Trata-se do primeiro sistema de monitorização por indicadores aplicado em áreas protegidas da RAM, uma ação piloto que permite avaliar a aplicabilidade deste tipo de ações no enquadramento das especificidades de cada área protegida.

Do primeiro evento de monitorização em época baixa 2019 (7 a 13 de dezembro 2019), resultaram dados até à data inexistentes, que permitem-nos delinear as seguintes conclusões:

Domínio Terrestre

  • Embora fora das delimitações terrestre da APCG, o miradouro do Cabo Girão, é o ponto de interesse terrestre com maior afluência de visitantes comparativamente com os demais analisados. Registou uma importância de 91% do total dos visitantes (9568 visitantes semana). 73% visitou em dia útil e 27% no fim de semana.
  • Em época baixa 2019, a escala de navios de cruzeiro no Porto do Funchal teve influência direta com o número de visitantes nos miradouros Cabo Girão e Rancho.
  • Utilizaram o teleférico 271 visitantes durante a semana de monitorização. Registou-se assim, uma média diária de 39 visitantes à Paisagem Protegida.
  • Em média, trabalharam nas Fajãs do Cabo Girão 5 agricultores por dia.
  • O pico de visitação no miradouro Cabo Girão, miradouro do Rancho e Paisagem Protegida ocorreu no período da manhã, entre as 9h15m e as 11h, registo comum em todo o período de análise.

 

Domínio Marítimo 

  • 50% das 145 embarcações registadas no Parque Natural Marinho do Cabo Girão correspondem à atividade marítimo turística (MT), especificamente entre o período de 7 a 13 de dezembro 2019, contabilizou-se 73 embarcações MT.
  • Registou-se uma média de 10 embarcações MT por dia, um número considerável em época baixa da operação.
  • A operação MT concentrou-se maioritariamente em dias úteis com uma percentagem de 82% das embarcações, comparativamente aos dias de fim de semana que registou apenas 18% da operação.
  • No total, foram registados 607 visitantes nas MT, o que perfaz uma média diária de 87 visitantes.
  • Relativamente aos fluxos das MT, registou-se picos de visitação entre as 11h45m e as 13h no período da manhã e, no período da tarde, entre as 16h e as 17h30m.
  • As embarcações de pesca representam 19% do total de embarcações no Parque Natural Marinho do Cabo Girão. Por norma, as embarcações circularam com 1 a 2 pescadores, com exceção das embarcações de pesca desportiva que têm 3 a 4 praticantes.
  • As embarcações dedicadas à prática de mergulho, representam 5% da afluência. Registaram-se 7 embarcações durante a semana de monitorização.
  • Foram contabilizadas 13 embarcações particulares, ou seja, 9% de afluência. 77% das embarcações particulares visitaram o Parque Natural Marinho do Cabo Girão durante o fim de semana.
  • Registaram-se 10 tripulantes nas embarcações de vigilância e/ou fiscalização, num total de 7 embarcações.

 

Desta ação de monitorização, foram realizados 104 inquéritos em que, de modo geral, os visitantes fazem uma avaliação das condições da APCG como “Bom” e “Muito Bom”. Esta avaliação incidiu sobre critérios de Paisagem, Acessibilidade, Estacionamento, Trânsito, Sinalização, Segurança, Manutenção e Informação Disponibilizada.

Dando continuidade aos trabalhos do Projeto Giro, estas ações de monitorização serão realizadas em época baixa e em época alta. No decorrer deste ano, é previsto o lançamento do site oficial uma plataforma participativa totalmente dedicada à APCG, a implementação de equipamentos de monitorização e o lançamento do Livro Área Protegida do Cabo Girão.

Todos os trabalhos e ações do Projeto GIRO, podem acompanhados através das redes sociais @areaprotegidadocabogirao desde março 2020 e, está à disposição de todos que queiram participar o email [email protected].

 

LINK para Download 

 https://wetransfer.com/downloads/5f33743fa742362ce8369d552da0620620200713134446/10605256a58e0d266d55a1ce2f4f441120200713134509/a65517 

Ficha Técnica

Promotor: Associação Insular de Geografia – Núcleo de Estudos e Projetos. 

Equipa Técnica:  Ana Neves (Coordenação- Geral), Adriana Gonçalves, Marco Teles, e Patrícia Serrão. 

Financiamento: PRODERAM – Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma da Madeira.

Parceiros: Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, IP-RAM e Câmara Municipal de Câmara de Lobos.

Ano de Implementação: 2019/2024

Créditos AIG

Data de Publicação:

13 Jul, 2020 às 14:50

(Editado: 17 Jul, 2020 às 18:33)

Partilhar:

Imagens e Vídeos:

Ver Todas as Notícias

Contacte-nos

Segunda a Sexta
(9h30 às 13h00 / 14h00 às 17h30)

Morada

Rua São João De Deus 40 S
9300-041 Câmara de Lobos

Telefone

(+351) 291 944 757